Apresentação


Atualmente encontra-se em fase de produção o próximo longa-metragem de Jayme Monjardim, o épico O Tempo e o Vento, livremente adaptado da obra O Continente, de Erico Verissimo. O filme é uma produção de Nexus Cinema e Vídeo, Panda Filmes e Globo Filmes, com distribuição da Downtown.


O Tempo e o Vento é baseado na maior obra do escritor Erico Verissimo. O filme conta a história da família Terra Cambará e de sua principal opositora, a família Amaral, durante 150 anos, começando nas Missões até o final do século XIX. Sob o ponto de vista da luta entre essas duas famílias, são retratadas a formação do Rio Grande do Sul, a povoação do território brasileiro e a demarcação de suas fronteiras, forjada a ferro e espada pelas lutas entre as coroas portuguesa e espanhola.


Além de ser uma notável história épica, plena de heróis como Capitão Rodrigo e o índio castelhano Pedro Missioneiro, O Tempo e o Vento é uma profunda discussão sobre o significado da existência, da resistência humana diante das guerras. Por isso, para a adaptação cinematográfica, tomamos como estrutura o olhar feminino da quase centenária Bibiana Terra Cambará. Em meio ao cerco do casarão de sua família pelos Amarais, ela se valerá de sua memória, sempre deflagrada em noites de vento, para lembrar e contar sua história e as de seus antepassados. E, assim, resistir ao tempo e protestar contra a morte.


A cidade cenográfica de Santa Fé:


Em Bagé, no Parque do Gaúcho, foi construída a cidade de Santa Fé, com 17 edificações em uma área de 10 mil metros quadrados. Mais de 150 pessoas trabalharam para que a cidade descrita por Erico Verissimo em "O Continente" ganhasse vida. A cidade ficará de herança para o município de Bagé. As ilustrações ambientais são de autoria de Ricardo Teixeira. 


Saiba mais:


www.otempoeoventoofilme.com